Como criar um funil de recrutamento? Encontre os melhores talentos!

Mayk | dezembro 08, 2023

Imagem artigo

Que uma empresa só é capaz de crescer graças aos seus colaboradores não existe qualquer dúvida, mas não é incomum que algumas organizações foquem apenas nos resultados. Isto é: durante discussões sobre performances e talentos, acabamos omitindo os processos necessários para alcançar os melhores profissionais.

 

Logo, entender como criar um funil de recrutamento pode ajudar a economizar tempo e acelerar o preenchimento de determinadas vagas.

 

O processo de recrutar os candidatos é a porta de entrada para as organizações, o que significa que deve existir grande ênfase na qualidade dos trabalhos realizados aqui. Quanto melhor for a seleção, melhores serão os profissionais e as atividades desenvolvidas.

 

Para garantir um processo seletivo eficaz, é preciso existir exímia organização. É exatamente neste espaço que surge o conceito de “funil de recrutamento”, sobre o qual vamos falar neste texto. Do que se trata este termo? Qual é a sua importância? Como ele pode ser utilizado?

 

Para ajudá-lo a compreender melhor o tema, reunimos aqui no blog do Peixe 30 algumas informações importantes. Somos a rede social profissional brasileira que mais cresce em todo o mundo!

 

O que é um funil de recrutamento?

Para entender o conceito, a maneira mais simples é imaginar um funil. Na parte de cima, o espaço é largo, afinando conforme descemos. Essa representação visual explica de maneira bastante precisa como a estratégia funciona.

 

Antes de falarmos como criar um funil de recrutamento, você deve entender que ele não é uma ferramenta usada exclusivamente para recrutar, servindo também em áreas de marketing e venda de produtos ou oferta de serviços. Em todos os casos, o objetivo é restringir públicos, delimitando aqueles com quem desejamos nos comunicar.

 

Colocar esse funil em prática requer o uso de ferramentas diversas, as quais visam detalhar e otimizar cada parte dos recrutamentos. Ao fim, o que se obtém é uma representação numérica e/ou gráfica, onde são colocadas todas as etapas do processo seletivo.

 

É preciso mencionar que o funil serve não somente para facilitar processos seletivos, mas também para melhorar uma série de práticas dentro de uma empresa. Conforme os dados são obtidos, etapas podem ser modificadas ou mesmo eliminadas.

 

Em suma, esta metodologia está diretamente relacionada com a organização e padronização de tarefas. Isso significa que ela pode ser elaborada de diversas maneiras, mas em todas valoriza-se o que a empresa busca, de acordo com seus valores e cultura.

 

 

Como criar um funil de recrutamento adequado?

Seu desenvolvimento pode ser dividido em 5 etapas:

 

1- atração; 

2- conversão; 

3- entrevista; 

4- oferta e 

5- contratação.

 

Naturalmente, cada uma delas tem características distintas e serve para diminuir gradualmente o número de candidatos.

 

Em primeiro lugar, elaboram-se estratégias de marketing, a fim de atrair profissionais que possuam o perfil adequado para a vaga. Em seguida, busca-se que estes interessados sejam convertidos em candidatos inscritos para preencher a posição.

 

Para ter sucesso em seu aprendizado sobre como criar um funil de recrutamento, a terceira etapa vai além das entrevistas, compreendendo também testes, dinâmicas de grupo e demais atividades do processo seletivo. A partir dos resultados, a empresa faz a oferta aos candidatos que apresentaram o melhor “fit” para a organização e a vaga.

 

Por fim, o candidato é efetivado e torna-se um colaborador. Essa etapa inclui também o processo de onboarding, considerando que a ideia vai além de somente selecionar um profissional, mas garantir que ele se adapte e a contribuição que traz seja mantida na empresa.

 

A criação do funil de recrutamento exige que sejam definidas métricas para todas as etapas do processo (como número de pessoas que visualizaram a vaga, quantidade de inscritos e entrevistados etc). Tudo isso, é claro, desde que exista a delimitação do perfil buscado e a avaliação de todas as fases do recrutamento.

 

Quais são as vantagens?

Após ver como criar um funil de recrutamento, podemos dizer que a primeira (e talvez mais notável) vantagem é a otimização do tempo gasto pelos profissionais do RH nos processos seletivos. Isso acontece sem que exista a perda da qualidade. Muito pelo contrário: os recursos são utilizados de maneira estratégica.

 

A comunicação clara com os candidatos durante todas as etapas reduz frustrações e equívocos futuros, o que é algo negativo tanto para a organização, quanto para o profissional. O processo otimizado atrai um número maior de profissionais qualificados, valorizando a imagem da empresa.

 

A assertividade do funil de recrutamento também garante atenção a cada inscrição recebida, sem que seja preciso rever informações como currículo e portfólio, por exemplo. Isso acontece porque a tarefa terá sido realizada de maneira efetiva desde o primeiro momento.

 

Quando ocorre a contratação, as chances são altas de que o profissional selecionado se adapte facilmente, o que diminui taxas de turnover. Como consequência, os trabalhos se tornam mais estáveis e não existe uma ruptura nas atividades cotidianas e em projetos.

 

De maneira geral, não existem desvantagens relacionadas ao seu uso. Desde que saiba como criar um funil de recrutamento adequadamente, a melhoria dos processos seletivos será visível, o que afeta diretamente no crescimento da organização e daqueles que fazem parte dela.

 

Acima de tudo, profissionais do setor de RH devem estar cientes das necessidades específicas da organização para a qual realizam trabalhos. É só a partir da observação das realidades que o funil de recrutamento pode ser desenvolvido e aplicado com sucesso.

 

Nós podemos te ajudar na captação dos melhores talentos. Com o nosso software de recrutamento e seleção, você economiza tempo na seleção de currículos e avaliação de competências, reduzindo os custos com processos seletivos.

 

Após aprender como criar um funil de recrutamento, veja o que é employer branding e conheça os indicadores de RH.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Você gostou desse artigo?

  • linkedin
  • facebook
  • twitter

ENCONTE O QUE VOCÊ PRECISA

O QUE TEM POR AQUI?

Aqui você encontra artigos sobre recolocação, ascensão e visibilade profissional, estratégias para composição curricular, mudanças na carreira e dicas de aprimoramento pessoal.

ÚLTIMOS ARTIGOS

Como fazer um recrutamento externo e atrair novos talentos? Aprenda!

Quando falamos sobre processos seletivos, existem duas principais formas de realizá-los: utilizando o capital humano...

Como fazer um recrutamento interno? Promova os melhores talentos!

Para os profissionais do setor de Recursos Humanos, processos seletivos são uma parte importante do...

Como entrevistar um candidato à vaga de emprego? Encontre novos talentos

O momento em que o recrutador se encontra pela primeira vez com um talento e...

Como fazer um vídeo de apresentação para emprego? Encante os recrutadores!

Embora os processos seletivos realizados exclusivamente pela internet já existissem há algum tempo, a pandemia...

Como responder perguntas na entrevista de emprego? Consiga a sua contratação!

Um processo seletivo consiste de múltiplas etapas, onde os recrutadores buscam informações sobre os profissionais...

Como pedir feedback de entrevista após rejeição? Veja como se beneficiar!

Ninguém gosta de ser excluído, especialmente durante um processo seletivo. O profissional que está em...

ASSUNTOS

TEMAS

Como se recolocar no mercado de trabalho? Veja dicas efetivas

Como se recolocar no mercado de trabalho Ler mais

Quando falamos sobre a vida profissional, é preciso considerar que não existe um tempo “certo” ou “errado” para absolutamente nada. Desta forma, em diversos momentos da sua jornada, pode ser interessante ter o conhecimento sobre como se recolocar no mercado de trabalho.   Em um mundo em constante evolução, acaba […]

O que é transição de carreira? Descubra por onde começar!

O que é transição de carreira Ler mais

Embora isso não seja frequentemente discutido, a verdade é que muitos profissionais não possuem caminhos lineares. Boa parte das histórias de sucesso lidam com profissionais de uma área que percebem talentos e recebem oportunidades em campos completamente distintos.   A busca pela realização profissional não tem um ponto de partida […]

Como mudar de área profissional? Veja como direcionar a sua carreira!

Como mudar de área profissional Ler mais

Imagine o seguinte trajeto profissional: uma pessoa termina os estudos básicos, ingressa em uma instituição de ensino superior, obtém um diploma e encontra uma vaga na sua área de formação. A partir do trabalho cotidiano contínuo, ela avança e cresce na carreira.   Parece muito simples, certo? O que esse […]