Como se tornar um profissional autônomo

Como se tornar um Profissional Autônomo? Veja 7 passos que o levarão ao seu objetivo

Profissional autônomo é o que não possui vínculo empregatício de nenhuma espécie. Essa modalidade tem crescido bastante no Brasil por sua facilidade de encontrar trabalhos e por questões tributárias. Aprenda 7 passos de como se tornar um Profissional Autônomo. 

O que você encontrará nesse texto:

  • O que é Trabalho Autônomo?
  • O que é um profissional autônomo? 
  • Profissional Autônomo X Profissional Liberal X Microempreendedor
  • Como se tornar um Trabalhador Autônomo?
  • Vantagens e Desvantagens de ser um Profissional Autônomo

O que é Trabalho Autônomo?

Trabalho Autônomo é qualquer tarefa prestada a uma pessoa ou empresa por um determinado período sem que o autor dessa tarefa tenha vínculo empregatício.

Entenda mais sobre isso para que você saiba como se tornar um profissional autônomo. 

O que é um profissional autônomo? 

São profissionais sem vínculos empregatícios. Eles são, como o próprio nome diz, autônomos financeira e profissionalmente. Não são funcionários efetivos. 

Por causa disso, é comum acreditar que sua prestação de serviços é pontual, mas pode ser bastante habitual, dependendo de como exerce sua função.  

Ele pode trabalhar seguindo uma organização customizada e tendo iniciativa. Ainda pode escolher seu tempo e local de trabalho, além do modo e da forma de execução de suas tarefas. Pode-se colocar 3 fundamentos para esses profissionais. 

Veja os fundamentos para entender como se tornar um profissional autônomo:

1- Liberdade de organização e execução das tarefas: O profissional autônomo ainda pode dispor de substitutos ou auxiliares.  

2- Liberdade de dispor dos próprios resultados: Ele não aliena seu trabalho, mas pode alienar os resultados dependendo do que foi acordado entre as partes.  

3- Autonomia como prestador de serviços: Seus resultados são manifestações de suas habilidades. Ele assume a responsabilidade pelo que faz.  

Profissional Autônomo X Profissional Liberal X Microempreendedor

Antes de aprender como se tornar um profissional autônomo, é necessário entender a diferença dele para o microempreendedor e o profissional liberal.  

Profissional Autônomo

  • Não é subordinado à hierarquia;
  • Pode contribuir para pessoas físicas ou jurídicas diversas;
  • Pode ser pessoa física ou jurídica;
  • Não precisa de certificações/habilitações;
  • Responde por suas ações;
  • Precisa pagar determinados tributos;
  • Tem horários mais flexíveis;
  • Não tem vínculo empregatício.

Profissional Liberal 

Ao contrário do profissional autônomo, o liberal pode ter vínculos empregatícios

Ele pode assinar sua carteira e usufruir dos benefícios que a empresa oferece, mas precisa arcar com os próprios erros. Normalmente, são representados por conselhos ou sindicatos. 

Os impostos são taxados em cima dos serviços que prestam. Eles precisam pagar para exercerem suas atividades. Nesse ponto, os liberais se assemelham bastante com os autônomos. 

Se forem registrados nos conselhos ou sindicatos, devem pagar taxas para manutenção dos órgãos

Microempreendedor

Para um microempreendedor contar como um ele precisa abrir uma empresa, logo, só pode ser uma pessoa jurídica

Ele precisa ter no máximo 9 funcionários se for uma organização de comércio e serviços ou 19 se for uma indústria. O microempreendedor também tem uma renda limitada em R$ 240.000,00 anuais. 

Ele também deve pagar impostos relacionados às suas atividades, declaração de renda e compromissos com a previdência. Boa parte dos tributos podem ser pagos pelo Simples Nacional. O pagamento de impostos de forma simples.

Como se tornar um Trabalhador Autônomo?

Agora você conhecerá os 7 passos de como se tornar um trabalhador autônomo: 

1- Divulgue seus serviços com um site ou portfólio

A melhor forma de captar clientes é mostrando seu talento com um portfólio e um site. É fácil criar a sua página na internet hoje em dia. Em instantes você pode estar mostrando seu talento para as pessoas. 

Colete depoimentos de clientes satisfeitos, imagens de você executando suas tarefas e escreva um pouco sobre sua experiência. Isso tende a ser suficiente para começar a conseguir clientes.  

2- Aprenda a controlar o seu dinheiro

Planejamento Financeiro do profissional autônomo
Planejamento Financeiro do profissional autônomo

Uma das maiores dificuldades do profissional autônomo é equilibrar suas contas com as despesas do seu negócio

Para ajudá-lo, você pode adquirir um software que monte uma planilha para organizar os seus gastos. Também pode montar você mesmo. 

Contudo, isso não muda o fato de que você precisará fazer escolhas. O preço pelos seus serviços será uma delas. Ponha todos os seus gastos na planilha e organize-se para fazer seu orçamento.  

3- Regularize-se

A regularização torna mais fácil para que você pague seus impostos. Uma boa opção é abrir um CNPJ como Microempreendedor Individual

Com isso, você ganhará um carnê de impostos para ser pago mensalmente. Esse carnê também o isenta de outras obrigações. 

O cadastro pode ser feito digitalmente, basta que tenha seu registro profissional em mãos. Será possível até contratar um ajudante quando seus investimentos começarem a prosperar.    

4- Estude marketing

Independentemente dos meios de divulgação do seu trabalho, conhecer os princípios do marketing será essencial. Afinal, o objetivo do marketing é fazer empresas e pessoas conseguirem melhorar os resultados dos seus trabalhos

Quando bem aplicada, uma estratégia de marketing pode alavancar seu negócio e estabelecer um bom relacionamento com seus clientes

5- Tenha uma rotina

Assim como qualquer outro trabalho, o autônomo precisa de dedicação. Ou seja, você precisa investir no seu negócio todos os dias

Você não precisa apenas cumprir demandas para acelerar seu empreendimento. Pode investir em aulas de marketing ou tentar melhorar seu portfólio

De qualquer modo, estabeleça uma rotina. Comprometa-se consigo mesmo a atuar como autônomo todos os dias, em um período determinado. 

6- Seja presente nas redes sociais

Divulgar seu trabalho pode ser mais caro do que imagina, mas há como contornar esses gastos e impulsionar suas vendas com suas redes sociais

Ingresse em grupos de facebook com pessoas que podem se interessar pelo seu projeto. Crie uma página ou blog para o seu negócio e divulgue nela seus cases de sucesso. Redes sociais são sobre ver e ser visto, então mostre-se. 

Crie seu perfil em redes sociais profissionais como o Peixe 30 faça com que os mais próximos a você descubram a sua carreira. A partir disso, monte seu networking.  

7- Aperfeiçoe-se e diferencie-se 

O aprendizado contínuo é muito importante para qualquer profissional. Faça cursos gratuitos, frequente workshops e assista palestras

Busque por casos de pessoas bem-sucedidas e se inspire em seus comportamentos. Aceite desafios que possam lhe proporcionar algum aprendizado

As chances da sua carreira como autônomo decolar são proporcionais ao quanto você investe nela. Nunca considere que sabe tudo que há para saber. Busque se aperfeiçoar sempre. 

Vantagens e Desvantagens de ser um Profissional Autônomo

Agora que você já sabe como se tornar um profissional autônomo, veja os prós e contras de seguir por esse caminho. 

Vantagens

O profissional autônomo faz o próprio horário, ou seja, ele não precisa seguir modelos fixos. Isso lhe permite conciliar melhor suas atividades com sua vida pessoal. 

O autônomo também é o próprio chefe, então não precisa seguir uma hierarquia. Isso não significa que ele pode ser irresponsável, pois desse jeito não conseguirá nenhum cliente. Liberdade vem acompanhada de responsabilidade. 

O mesmo vale para certificados. Autônomos não precisam apresentar diplomas ou documentos que provem que são formados em algum curso. Contudo, eles precisam ter habilidade para exercer seu trabalho. A carga tributária também é mais leve.  

Desvantagens

Profissionais Autônomos não têm carteira assinada, portanto, não têm direitos trabalhistas como férias, 13º e folga semanal. 

Além disso, eles precisam pagar INSS sozinhos. Contudo, o valor é 11% do salário mínimo, logo, é bem menor. 

Os autônomos também não tem direito a vale-transporte, vale-alimentação, plano de saúde, entre outros benefícios que os funcionários normais têm. 

Autônomos também não possuem renda fixa. Isso pode dificultar um planejamento financeiro e uma organização.

Eles também respondem pelos próprios erros. Dependendo da situação isso pode ser bom ou ruim. Ademais, os tributos que paga se ligam à renda e à previdência. 

Para fins de compreensão, saiba que o Imposto de Renda como Pessoa Física de um autônomo costuma incidir em 15% quando ele ganha de R$ 1372,00 até R$ 2743,00 no mês. Porém, se ele ganhar mais, a cobrança sobe para 27,5%. 

Se o autônomo se registrar como pessoa jurídica, a tributação será de 13% em seu Imposto de Renda, além de ter que pagar outros impostos. 

Por fim, esperamos que esse artigo sobre como se tornar um profissional autônomo tenha sido útil para você. Para terminar recomendamos que baixe o app do Peixe 30. Sua nova rede social profissional. 

Com ele, empresários conseguem encontrar colaboradores de qualidade e trabalhadores conseguem mostrar seu trabalho às grandes empresas com maior facilidade. Baixe agora!

Faça parte desse oceano! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *