O que fazer depois de ser demitido?

O que fazer depois de ser demitido?

Se você já está no mercado de trabalho a muito tempo, então já deve ter sofrido aquela demissão inesperada. Pensando nisso, reunimos uma lista com 10 itens que irão te dizer o que fazer depois de ser demitido. 

Após uma demissão é preciso entender o que aconteceu e se preparar para uma nova admissão. Será necessário se recompor, avaliar-se, buscar novas e habilidades e diferenciais. Pronto para o mercado novamente? Chegou o momento de buscar uma nova oportunidade.

O que você encontrará nesse texto:

  • Questione, entenda e negocie.
  • Conheça seus direitos
  • Aceite, respire e continue
  • Faça um planejamento financeiro
  • Busque fontes a curto prazo
  • Volte ao mercado
  • Enriqueça seu currículo e se qualifique
  • Estude o mercado e a si mesmo
  • Esteja preparado para as oportunidades
  • Considere empreender

Passos para seguir depois de ser demitido

1º Passo: Questione, entenda e negocie.

É possível que a sua demissão aconteça sem motivos claros ou com explicações genéricas. Um dos motivos mais comuns é o “corte de gastos”. Sendo possível, peça um feedback, entenda melhor as razões do seu desligamento. 

Coloque-se à disposição para outras posições na empresa e para trabalhar de aviso prévio. Pergunte sobre a possibilidade de uma carta de recomendação, a data oficial da sua saída e se ainda há algo para ser feito antes de sair.

Não deixe trabalho incompleto ou mal feito porque está se desligando de uma empresa.

2º Passo: Conheça seus direitos

Conhecidas as condições da sua demissão, você deve começar a observar o parâmetro legal. Em determinadas condições, você poderá acionar o seguro desemprego, em outras não. Procure saber sobre isso após ser demitido.

Se tiver sido demitido por justa causa, mas estiver discordando da modalidade de rescisão, você pode procurar um advogado especialista em Direito do Trabalho.

Ele vai analisar o seu caso e definir se a demissão foi arbitrária ou não. É possível que sua demissão seja revertida por meio de ação trabalhista se o empregador não conseguir provar a justa causa.

Esse conhecimento te permite um melhor planejamento dos próximos passos. Assim, você saberá quão rapidamente precisará se dedicar à nova busca por um emprego novo.

3º Passo: Aceite, respire e continue

Os momentos iniciais depois de ser demitido são mais duros, falta um pouco de chão. Você pode ficar com raiva e se entristecer. Viva esse primeiro momento.

Conte a verdade à sua família e tire um tempo para fazer atividades que antes você nem pensava em fazer por causa da rotina. Esses pequenos detalhes podem tornar sua recuperação mais fácil.

Contudo, não é inteligente deixar o desespero assumir. Não fale mal de seu antigo empregador ou da sua ex-empresa, isso poderá fechar portas futuras para você. Acalme-se, sente-se com quem é importante para você e peça ajuda, façam um planejamento para esse período. 

4º Passo: Faça um planejamento financeiro

É recomendável que você faça um planejamento financeiro. Para isso, basta comparar os valores que entram mensalmente em seu caixa com os que saem.

O que sobrar será seu saldo. Positivo ou negativo, ele se acumulará no mês seguinte. Pegue seu extrato dos últimos 3 meses e compare quanto ganhava com quanto gastava

Agora que levantou seu histórico precisa fazer uma projeção do que virá a seguir. Lembre-se que não têm mais salário, mas deve incluir na conta os valores da recisão, o seguro desemprego (se for o caso) e o FGTS.  

5º Passo: Busque fontes a curto prazo

Enquanto você está procurando um novo emprego, tente manter suas contas no verde com uma fonte alternativa. Você pode encontrar formas de trabalhar sem sair de casa, prestar serviços pontuais, suprir demandas temporárias de outras empresas, etc.. Vale tudo nessa fase de transição. 

6º Passo: Volte ao mercado

Uma vez recuperado, é hora de voltar ao mercado de trabalho. Crie um networking. Faça contato com pessoas que podem te empregar ou te indicar. Lembre-se dos seus ex-colegas de emprego. Eles podem saber de oportunidades que você não sabe

Também é bom ativar alertas de vagas em sites de empregos e entrar em redes sociais voltadas para compartilhamento de currículos como o Peixe 30 ou Linkedin, por exemplo. 

7º Passo: Enriqueça seu currículo e se qualifique

Faça trabalhos voluntários, cursos, adquira novas habilidades e melhore as que já tem. Também pratique a sua postura como profissional. A forma como se comporta conta bastante. 

Lembre-se que você acabou de sair de um emprego em que você adquiriu experiência. Os resultados nesse período devem compor a reformulação do seu CV

8º Passo: Estude o mercado e a si mesmo

Esse é o momento em que você precisa pesquisar sobre as empresas da sua área. No tempo em que você estava trabalhando o que mudou? Quais são as novas tecnologias e os novos métodos de trabalho? O que as empresas mais estão buscando em um profissional da sua área? 

Anote todas essas informações e se adeque a elas. Fazer uma autocrítica dos seus pontos fortes e fracos será uma etapa essencial da reestruturação do seu currículo.  

Você pode aprender essas tendências com o Peixe 30, Linkedin, beBee, entre outros sites especializados em acompanhar o mercado. 

9º Passo: Esteja preparado para as oportunidades

Quando as empresas começarem a te procurar, você precisa estar pronto para as entrevistas. Prepare um discurso firme que mostre seus diferenciais e habilidades. Se te perguntarem sobre sua demissão, apenas seja sincero e demonstre sua garra para iniciar um novo trabalho, no qual aplicará toda a experiência adquirida.  

10º Passo: Considere empreender

Sim, esse pode ser um bom momento para tirar da gaveta aquele projeto que você tem deixado estacionado a tanto tempo. Você pode financiá-lo com o seu seguro desemprego se achar viável. Estude o mercado, prepare-se para as burocracias e aposte no que tem maior tendência de sucesso

Esperamos que a nossa lista de passos tenha sido útil para você que não sabe o que fazer depois de ser demitido. 

O objetivo do Peixe 30 é ajudá-lo a encontrar as empresas ideais e facilitar a divulgação de seu trabalho. Também buscamos ajudar empresários que buscam colaboradores competentes e confiáveis para alcançar e superar os objetivos da sua empresa. 

Baixe o app Peixe 30 e veja as portas do mercado se abrirem. 

Faça parte deste oceano!  

2 thoughts to “O que fazer depois de ser demitido?”

  1. Artigo muito bem escrito! Importante esclarecer a população em geral, que caso o empregado demitido por justa causa considere injusta a modalidade de rescisão contratual, poderá procurar um advogado especialista em Direito do Trabalho para que analise o ato do empregador e avalie se trata-se ou não de uma demissão arbitrária com possibilidade de reversão por meio de uma ação trabalhista.

    1. Redação Peixe 30 disse:

      Obrigado pela sugestão Gabriel. Ela já foi acrescentada ao texto. Ficamos felizes que tenha gostado do artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *