Como saber qual é meu perfil DISC

Como saber qual é o meu perfil DISC?

Se você trabalha na área de Recursos Humanos já deve ter ouvido falar do teste DISC. Ele é uma ferramenta que ajuda a mapear as tendências comportamentais dos colaboradores. Nesse texto vamos explicar mais profundamente o que ele é e como saber qual é o seu perfil DISC. 

O que você encontrará nesse texto:

  • O que é o teste DISC?
  • O que significa DISC?
  • Os 4 perfis do teste DISC
  • Lideranças a partir dos perfis
  • Os 4 perfis comportamentais
  • Por que você deve aplicar o teste DISC?

O que é o teste DISC? 

Você consegue saber qual é o seu perfil fazendo o teste DISC. O seu primeiro esboço foi publicado 1928 pelo psicólogo William Moulton. Em 1945, outro psicólogo, chamado Walter Clarke, criou um mecanismo para detectar o perfil DISC das pessoas baseado na teoria Moulton.

Ele funciona de forma que a pessoa submetida ao teste terá de responder perguntas e as respostas fornecerão uma métrica sobre os seus comportamentos e competências. Existem quatro resultados possíveis e eles vão embasar as estratégias do setor de RH

O objetivo é justamente prever, com base em suas personalidades, como os colaboradores irão reagir a determinadas situações. Esse teste possui 97% de precisão e é usado por várias empresas para definir os pontos fortes e fracos de seus funcionários.

O que significa DISC? 

Antes de saber qual é o seu perfil DISC é necessário saber o que é isso. DISC é uma sigla para os quatro tipos de personalidade que o teste admite: 

Dominância – D

Influência – I

Estabilidade – S

Cautela – C 

É importante falar que você tem as características de todos os quatro modelos, assim como todas as pessoas. O que o teste faz é dizer qual desses modelos é mais natural para a sua personalidade. Ele também não é capaz de dizer o que você pode ou não pode fazer. Ele só consegue prever como você provavelmente reagiria a algumas situações. 

Existem líderes e profissionais de sucesso de todos os quatro perfis. O que conta de verdade para você ser um deles é conhecer seus pontos fortes e fracos e trabalhar em cima deles. 

Os 4 perfis do teste DISC

Perfis DISC
Perfis DISC

Dominante

Rápido, competitivo, focado em resultados, quer sempre estar à frente da situação. Normalmente sua personalidade é forte e sua contundência pode ser confundida com rudeza. Sob pressão, pode parecer que ele não se interessa pelos colegas. Para abordar um desses, a melhor estratégia é ser objetivo.   

Influente

Extrovertido, sociável, adora ser o centro das atenções e interagir com os colegas. Dificilmente está sozinho, mas tende a não prestar muita atenção aos detalhes. É amigável e consegue persuadir os demais. A melhor abordagem com um desses é mostrar-lhe como ele pode evoluir dentro do ambiente de trabalho. 

Estável

Esse é o profissional calmo que controla facilmente as emoções e se adapta rapidamente às mudanças, apesar de preferir evitá-las. Eles interagem mais com as pessoas que conhecem. Com as que não conhecem são mais reservados e menos animados. 

É muito apegado à família e à equipe. Para abordá-los, mostre a eles exemplos específicos do que quer que eles façam. 

Cauteloso/Conformado

Frios, calculistas, analíticos, reservados, silenciosos e solitários. Seguem as regras da empresa e focam em detalhes, provas, fatos e informações. Assim, para abordá-los, vá com um manual contendo todas as dinâmicas de trabalho da empresa e diga a ele como ele deve agir seguindo as ditas regras. 

Lideranças a partir dos perfis

Líder dominante

Normalmente são criativos e gostam de desbravar os processos direcionando seus liderados pelo seu empreendedorismo. Ele participa dos processos de confecção dos projetos se importando fortemente com os resultados.  

Líder influente

Esse líder consegue construir laços com sua equipe, a ponto de conseguir gerenciá-los de forma amistosa. Seu poder de persuasão consegue convencer seus liderados de que seguir as instruções à risca é importante

Líder estável

Esse líder é mais “amigo” dos seus liderados. Eles são acolhedores, observadores e estruturadores. Temem a rejeição por parte da sua equipe e dão maior liberdade para os colaboradores

Líder conformado/cauteloso

Esse líder tende a ser mais analisador, regulador e criterioso. Isso porque ele tem um grande apego às normas. 

Os 4 perfis comportamentais

Outros 4 perfis que podemos estabelecer fazendo o teste DISC são os comportamentais. São eles:

  • Comunicador: Profissionais versáteis e autônomos. 
  • Executor: Colaborador determinado e com tendência a assumir cargos de liderança.
  • Planejador: Trabalhadores centrados que atuam conforme as normas. 
  • Analista: Funcionário rigoroso com resultados, porém com dificuldades para se relacionar com a equipe. 

Lembrando novamente que você, assim como todo mundo, tem características de todos os quatro perfis. O que o teste fará, é simplesmente lhe dizer quais dos perfis são mais presentes na sua personalidade

Ademais, descobrir o perfil de cada pessoa não é o objetivo principal, e sim entender sob quais circunstâncias o trabalhador irá oferecer maior qualidade à empresa. Essa informação permite evitar comparações infundadas e ajuda a trabalhar pela motivação e desenvolvimento

Por que você deve aplicar o teste DISC?

Autoconhecimento

Ao conhecer suas características mais intrínsecas, os colaboradores podem despertar habilidades que nem sabiam que tinham ou não achavam importantes. Todos terão competências desenvolvidas e a desenvolver, mas para isso é preciso conhecê-las. 

Trabalho em equipe

Conhecidas as competências, você pode alocar seus colaboradores para equipes equilibradas e de alto rendimento. Assim, todos crescerão profissionalmente e a área de gestão de pessoas também será otimizada. Isso porque se você pode identificar o perfil dos candidatos, também pode determinar a qualificação necessária para contratar. 

Direcionamento

É imprescindível para o setor de gestão de pessoas que ele mande os talentos para os departamentos certos. Isso evita queda de produtividade. 

O processo de recrutamento é otimizado pelo teste, mas também o de desligamento. O profissional que não está conseguindo se destacar em um setor pode oferecer mais se for transferido para outro do que demitido. Assim, a empresa mantém o funcionário e economiza dinheiro. 

Desenvolvimento pessoal

Como o teste DISC é uma forma de descobrir os pontos de melhoria dos profissionais, ele permite elaborar treinamentos mais precisos. Isso faz com que os funcionários se sintam mais engajados porque a empresa está investindo neles. 

Além disso, as companhias que oferecem esses treinamentos têm um custo benefício maior, pois geram uma equipe de alta performance que dá retorno.  

Recrutamento

O teste ajuda na identificação dos perfis. Dessa forma, selecionar candidatos para as vagas corretas se torna um processo muito mais preciso e assertivo.

Plano de carreira

Analisando o perfil do funcionário fica mais fácil traçar um plano de carreira para ele por meio do direcionamento dos seus talentos. Assim, ele se sente mais acolhido, e consequentemente irá produzir mais para a empresa. 

Feedback

Por fim, oferecer feedbacks é uma ótima prática das empresas, pois estreita a comunicação entre os setores, alinham-se os conhecimentos e isso gera desenvolvimento

Acontece que algumas pessoas têm dificuldades para receber críticas. Com esses casos, o DISC pode ajudar lhe estabelecendo um perfil do funcionário em questão. Munido desse recurso, você é capaz de estabelecer a melhor abordagem. 

Esperamos que tenha gostado do artigo e já esteja procurando saber qual é o seu perfil DISC. Lembre-se de aplicar o teste DISC na sua empresa. E se quiser mais uma inovação tecnológica para fazer decolar o seu negócio, recomendamos o download do Peixe 30.  

Com essa nova rede social profissional os trabalhadores podem adquirir maior visibilidade e tornar sua ascensão profissional mais rápida e fácil. Já os empresários podem encontrar cada vez mais colaboradores confiáveis. Baixe agora o Peixe 30!

Faça parte desse oceano!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.